COMO PRATICAR MINDFULNESS AO LONGO DO SEU DIA DE TRABALHO

COMO PRATICAR MINDFULNESS AO LONGO DO SEU DIA DE TRABALHO

Dicas para aumentar o foco e a autoconsciência e diminuir o stress no trabalho

Provavelmente conhece bem esta sensação: chega ao escritório com um plano definido para o dia e depois, no que parece ser apenas um instante, encontra-se no caminho de regresso a casa. Nove ou dez horas se passaram, mas só conseguiu cumprir algumas das suas prioridades. E, provavelmente, nem consegue lembrar-se exatamente do que fez todo o dia. Se isto soa familiar, não se preocupe. Não está sozinho. Pesquisas demonstram que as pessoas passam quase 47% do seu tempo a pensar em algo diferente do que estão a fazer. Por outras palavras, muitos de nós agimos em modo “piloto automático”.

Agora, acrescente a isto o que muitas pessoas chamam de “economia da atenção”. Na economia da atenção, a capacidade de manter o foco e a concentração é tão importante quanto as competências técnicas ou de gestão. E como os líderes precisam de absorver e sintetizar um fluxo crescente de informação para tomarem boas decisões, são particularmente afectados por esta tendência emergente.

A boa notícia é que podemos treinar o cérebro para se concentrar melhor, integrando exercícios de atenção plena/mindfulness, ao longo do dia. Tendo por base a nossa experiência com milhares de líderes em mais de 250 organizações, aqui estão algumas diretrizes para que se possa tornar um líder mais focado e consciente.

Primeiro, comece bem o seu dia. Os investigadores descobriram que libertamos mais hormonas de stress poucos minutos depois de acordarmos. Porquê? Porque pensar no dia que se aproxima, desencadeia o nosso instinto de luta ou fuga e liberta cortisol no sangue. Em vez disso, tente o seguinte: quando acordar, passe dois minutos na cama, simplesmente notando a sua respiração. À medida que pensamentos sobre o dia surgirem na mente, deixe-os ir e volte à sua respiração.

De seguida, quando chegar ao escritório, tire 10 minutos, sentado à secretária ou no carro, para estimular o cérebro com uma breve prática de atenção plena antes de mergulhar em atividade. Feche os olhos, relaxe e sente-se com as costas numa posição vertical. Foque-se totalmente na respiração. Mantenha um fluxo contínuo de atenção na experiência da sua respiração: inspire, expire; inspire; expire. Para ajudar a manter o foco na respiração, conte silenciosamente a cada expiração. Sempre que se distrair, afaste gentilmente a distração e retome o foco na respiração. Mais importante, permita-se aproveitar esses minutos. Durante o resto do dia, outras pessoas e urgências várias, lutarão pela sua atenção. Mas, durante esses 10 minutos, a sua atenção é toda sua.

Depois de terminar a prática e de se preparar para começar a trabalhar, mindfulness pode ajudá-lo a aumentar a sua eficiência. Duas competências que definem uma mente consciente: foco e consciência. Mais explicitamente, foco é a capacidade de nos concentrarmos no que estamos a fazer no momento, enquanto que consciência é a capacidade de reconhecer e libertar as distrações desnecessárias à medida que surgem. Entenda que a atenção plena não é apenas uma prática sedentária; a atenção plena é desenvolver uma mente astuta e clara. E a atenção plena em ação é uma ótima alternativa à prática ilusória do multitasking. Trabalho consciente significa aplicar foco e consciência a tudo o que fazemos, desde o momento em que entramos no escritório. Concentre-se na tarefa em questão, reconheça-a e liberte-se das distrações internas e externas, à medida que surgem. Desta maneira, a atenção plena ajuda a aumentar a eficácia, a diminuir os erros e até a aumentar a criatividade.

Para melhor perceber o poder do foco e da consciência, considere uma aflição que atinge quase todos nós: a dependência do e-mail. Os e-mails têm uma forma de seduzir a nossa atenção e redirecioná-la para tarefas de menor prioridade, porque a realização de pequenas tarefas rapidamente executadas liberta no nosso cérebro a dopamina, uma hormona de prazer. Esta sensação  torna-nos viciados nos e-mails e compromete a nossa concentração. Em vez disto, pratique a atenção plena ao abrir a sua caixa de entrada. Concentre-se no que é importante e mantenha a consciência do que é apenas ruído. Para começar melhor o seu dia, evite ver os mails logo de manhã. Ao agir desta forma,  vai evitar um verdadeiro ataque de distrações e problemas de curto prazo, durante um período de foco e criatividade excepcionais.

À medida que o dia avança e as inevitáveis reuniões consecutivas começam, mindfulness pode ajudá-lo a liderar reuniões mais curtas e eficazes. Para evitar entrar numa reunião com uma mente dispersa e pouco focada, dedique dois minutos para praticar a atenção plena. Pode fazê-lo enquanto se dirige para a sala de reunião. Melhor ainda, promova os dois primeiros minutos da reunião em silêncio, permitindo que todos cheguem física e mentalmente. Em seguida, se possível, encerre a reunião cinco minutos antes da hora para permitir a todos os participantes uma transição consciente para a próxima reunião.

À medida que o dia avança e o cérebro começa a cansar-se, a atenção plena pode ajudá-lo a permanecer atento e a evitar más decisões. Após o almoço, defina um alarme no telefone para tocar a cada hora. Quando o alarme tocar, interrompa o que estiver a fazer e pratique um minuto de mindfulness. Estas pausas de desempenho conscientes, ajudá-lo-ão a impedir que recorra ao piloto automático e caia no vício do fazer, fazer, fazer.

Por fim, quando o seu dia de trabalho terminar e começar a ir para casa, aplique mindfulness. Durante pelo menos 10 minutos do percurso, desligue o telefone, desligue o rádio e permita-se simplesmente estar/ser. Deixe de lado quaisquer pensamentos que surgirem. Preste atenção à respiração. Isto permitirá que liberte o stress do dia e poder voltar para casa, totalmente presente com a sua família.

Mindfulness não é viver a vida em câmara lenta. Trata-se de estimular o foco e a consciência no trabalho e na vida. Trata-se de eliminar as distrações e manter o controlo dos seus objetivos pessoais e profissionais. Assuma o controlo da sua própria atenção: teste estas dicas durante 14 dias e veja o que podem fazer por si.

Este artigo foi publicado originalmente na Harvard Business Review

Autores

Rasmus Hougaard, Rasmus is the founder of the Potential Project, a global training organization delivering mindfulness programs to Amex, Nike, Accenture, and more than 200 other organizations around the world

Jacqueline Carter, Jacqueline is the North American director of the Potential Project. She and Hougaard are authors of One Second Ahead: Enhance Your Performance At Work with Mindfulness.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *